quinta-feira, abril 20, 2006

Paola. La dolce donna. La brava scrittrice.

« - Ma tu, da grande, che volevi fare?
- Il pagliaccio.
-E allora, perché fai la scrittrice?
-Perché non sono ancora diventata grande. »

"Largo delle Necessità, Paola d'Agostino"

"Largo das Necessidades" é um fadista (Rogerio Dominguez Boasorte Feriado), um cigano tocador de saxofone, uma escritora, uma bailarina que desenha na parede infinitas coreografias que nunca dançará. 67 páginas. 67 páginas que dançam as coreografias que a bailarina nunca dançou, numa cadência muito particular, simultaneamente melódica e atonal. Palavras como pequenos quadros numa grande exposição. Formando todos juntos algo único, singular. Mas nunca prescindindo da sua própria singularidade ainda assim.

"Largo delle Necessità" é também o primeiro romance da minha querida, encantadora professora, Paola. Por enquanto o livro só está disponível na Livraria Italiana da Rua do Salitre, mas em breve estará aí, traduzido pela Fenda. A não perder.

1 Comments:

Anonymous Mic said...

Davvero bello. Ho trovato la mia anima sporgendo delle immagini di Paola e ho rintracciato i miei passi raqminghi nelle storie dei suoi personaggi. Conosco il sollievo e lo sgombero dell'erranza. Lisbona, la sento come Paola la scrive.
È stata una scoperta preziosa e adesso guardo Paola con tutta un'altra gratitudine e tenerezza.

4:14 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home