sábado, abril 08, 2006

Reporting

Dia 4

Acabamos de voltar de Iguazu. Ao contrário do que nos tinham avisado, as Cataratas nao estavam cheias de turistas japoneses a tirar fotografias a tudo o que mexe. Antes pelo contrário - estavam bastante calmas e permitiram-nos ver tudo sem stresses.

O Parque Nacional das Cataratas está extremamente bem montado e organizado, ao ponto de permitir que qualquer pessoa possa visitar practicamente tudo, incluindo pessoas com deficiências motoras (excepto, julgo, descer ao rio para fazer a viagem de barco). Os guias sao óptimos e muito simpáticos e prestáveis, aliás como toda a gente que conhecemos até agora. As Cataratas em si sao impressionantes e valem bem a pena o dinheiro que nos custou a deslocaçao até ao Nordeste para as ver.

Ficamos num Hostel na beira da estrada que era uma especie de resort para mitras - nao sei o que se passa mas o teclado desmadrou-se de vez e os acentos deixaram de funcionar... - com piscina e tudo. Na primeira noite conhecemos um irlandes chamado Jason que trabalha com crianças problematicas na Irlanda e meteu uma sabatica de 18 meses para viajar. Esteve 8 meses na Asia e agora ia ja no 14 mes de viagem, a caminho do Brasil. Como esta bom de ver, passamos a noite toda a jogar as cartas e a partilhar historias do mundo. No segundo dia, depois das Cataratas, jogamos uma futebolada organizada por um brasileiro e a noite fomos sair com 2 porteños - ou seja, de Buenos Aires - chamados Ezequiel e Ariel.

De regresso, esperavamos ver o Porto - Sporting, mas afinal nada... A unica possibilidade era alugar um quarto no Pestana, o que nos pareceu um bocado caro para ver um jogo...

Entretanto, o TTF foi rapar o cabelo e voltou agora com o pescoço intacto.

Abraços

8 Comments:

Blogger Khibli said...

desmadrou-se??!! :) Pois é bom de ver que o fenómeno "começo a trocar as línguas todas mal passo mais de uma semana fora de Portugal" continua a funcionar em pleno!

Aguardamos mas desarrollos! ;)

9:44 da manhã  
Blogger Delfim said...

Estava a aguentar bem a descrição das cataratas ... agora ouvir a história de um tipo que resolve fazer uma viagem de 18 meses ... é demais!!... vou lá fora apanhar ar...

Continuação de boa viajem!!

11:33 da manhã  
Blogger Khibli said...

Tá aí uma parte que eu aguentei bem ouvir. Nunca mais me esqueço das pessoas que encontrei que andavam a viajar durante períodos longos...e a vontade que todos tinham de regressar a casa! E a facilidade como confundiam os vários sítios onde tinham estado, como confundiam os episódios de cada uma delas..."Foi em x.Ou terá sido antes em y?". No final tudo resultava numa amálgama de memórias pouco claras. Será que ao fim de uns meses não acaba por se tornar tudo uma "rotina" como outra qualquer? Desfazer mala, apanhar transporte, arranjar hotel, 'do the laundry', falar com mil desconhecidos... Será que a intensidade das descobertas e o prazer com que se descobre um novo local não vai esmorecendo com o tempo?

Alta experiência de vida: sim. Mas assim tão divertido? Mmm...

Para a parte mais gira, voto na futebolada organizada pelo espanhol! :))

12:05 da tarde  
Blogger Delfim said...

ora Khibli, um delfim é um pelágico. só está bem a viajar. :)

6:07 da tarde  
Blogger Khibli said...

ERRATA:

1. "E a facilidade COM QUE confundiam..."

2. "futebolada organizada pelo BRASILEIRO"

'dasse!

7:37 da tarde  
Blogger JTF said...

esqueçam os 14 meses... entretanto conheci um canadiano que anda há 5 anos em viagem! mas isso é história para outro post...

9:32 da tarde  
Blogger JTF said...

à provocaçäo do trocar as línguas nem vou responder, mas garanto-te que ainda näo ouvi ninguém dizer que quer voltar para casa... aliás o dos 14 meses, por exemplo, estava tristíssimo porque já só lhe sobram 4 meses...

9:33 da tarde  
Blogger Khibli said...

a sério?! bom, realmente não há regras...:)

Nota: não era uma provocação. era só a brincar...

9:51 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home