segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Reacções, digamos... uhm... parvas!

Venceu a cultura da morte!
11 de Setembro, 11 de Março, 11 de Fevereiro. Datas manchadas pela morte!
Enfim... obtuso, no mínimo... Neste blog, em particular, há imensos exemplos bonitos... é ir lá e escolher!

Etiquetas:

6 Comments:

Blogger tinyGod said...

Parecem-me reacções aceitáveis. Há que aceitá-las com a calma do "bom-ganhar" (em oposição ao mau-perder).

A verdade pode ser cruel, mesmo que seja encarada como um mal menor.

7:56 da tarde  
Blogger JTF said...

Oh meu amigo: ou bem que defendem a despenalização mas não a liberalização, ou bem que comparam as pessoas a terroristas! Senão desembocamos em paradoxo: são os terroristas que devem ser despenalizados, embora os atentados não devam existir, ou são as senhoras que afinal deviam passar o resto da vida à sobra?!

Explica-me lá a aceitabilidade deste comentário, por favor...

10:04 da manhã  
Blogger JTF said...

À sombra, queria eu escrever...

10:04 da manhã  
Blogger tinyGod said...

"Venceu a cultura da morte" - Em parte é verdade. Despenalizar/liberalizar o aborto é encarar a morte de um feto como um mal menor face a outros direitos e valores.

Para quem viveu a campanha do Não de forma intensa, numa "cruzada" pela vida, perder para o Sim, significou uma dor tão grande como ver as imagens do 11.set e do 11.mar...São dias marcadamente negativos, para quem lutou pela vida fetal. O comentário pode ser exagerado mas, se visto no contexto, é aceitável.

Nesta fase, não me parece, amigo jtf, caso para uma escalada de ataques e de ridicularização dos apoiantes do Não.

10:47 da manhã  
Blogger JTF said...

Não se trata de atacar ou ridicularizar adeptos do não... ao contrário de outros, não vejo esta questão como uma mera partida de futebol.

Trata-se tão somente de sublinhar o espírito profundamente anti-democrático e bafiento da pessoa que escreveu isto.

Sem colectivismos, nem generalizações. Aliás, não leste até agora uma única linha minha sobre vitórias, derrotas, empates, disputas, etc.

10:51 da manhã  
Anonymous Stef said...

Queria só acrescentar que acho legitimo que numa sociedade democratica haja a possibilidade de expressar divergentes opiniões.Mas o que me escandalizou no blogue do Não foi o tom tipo "Eu sou a verdade" ou seja a falta de dúvida e de abertura mental para perceber o que para uma mulher é uma tema extremamente dificil.Frase do tipo "Os meus valores continuem na mesma e estão correctos" é algo que para mim, não deixa oportunitade de debate maduro e construtivo. Aliás , só me deixa pensar que vivemos num pais de beatos, sorry...

10:25 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home